Como a informação, a prevenção e a denúncia podem salvar vidas de crianças e adolescentes no Brasil

Em artigo publicado no site do IBDFAM, a sócia Marília Golfieri Angella explica como se dá a violência doméstica praticada contra crianças e adolescentes no Brasil, ponderando-se as estatísticas sobre o tema e explicando-se as formas de prevenção, inclusive para que a população saiba como agir em casos como o do menino Henry e tantos outros que vemos no noticiário.

Leia o artigo completo em: https://ibdfam.org.br/artigos/1676/O+legado+do+assassinato+do+menino+Henry%3A+como+a+informa%C3%A7%C3%A3o%2C+a+preven%C3%A7%C3%A3o+e+a+den%C3%BAncia+podem+salvar+vidas+de+crian%C3%A7as+e+adolescentes+no+Brasil

“É preciso ouvir, acolher e ser rede de proteção da criança violentada. Agir rápido e fazer a denúncia para fins de persecução criminal do agressor, são igualmente fundamentais. Por fim, trabalhar a conscientização através da informação será a ferramenta para que possamos mudar o quadro de violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes no Brasil.”

ESTEJA ATENTO AOS SINAIS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *