Henry: um rosto entre muitos outros esquecidos

O que o caso Henry nos mostra? Um cenário assustador da violência doméstica praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

Enquanto sociedade brasileira, que tem a infância e juventude como a segunda causa que mais recebe doações, segundo o IDIS, nos impactamos com seus rostinhos, felizes, estampados nos jornais com a notícia de seu falecimento, mas nos esquecemos de cenas como a vista em Campinas, com um menino de 11 anos acorrentado dentro de um barril ou do menino, ou mesmo com o outro, de 6 anos, em Brasília, chicoteado pelo pai e preso em uma jaula, entre tantos outros.

Henry é, portanto, um rosto entre muitos outros esquecidos quando falamos de violência doméstica praticada contra crianças e adolescentes.

A coluna do Migalhas Infância e Juventude desta semana, escrita pela nossa sócia Marília Golfieri Angella, é uma provocação para que ajamos na prevenção, entendendo um pouco melhor o contexto silencioso da violência intrafamiliar praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

Não podemos deixar a infância ser dizimada, alimentando um país maculado pela violência. Basta!

https://www.migalhas.com.br/coluna/migalhas-infancia-e-juventude/343553/henry-um-rosto-entre-muitos-outros-esquecidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *